A importância dos selos orgânico e vegano

selos orgânico e vegano

Os alimentos certificados têm a garantia de que passaram por uma rigorosa auditoria antes de serem comercializados

Alimentos orgânicos

Cultura orgânica é um termo utilizado para caracterizar um processo sustentável de cultivo de alimentos que, entre outras coisas, não permite o uso de sementes geneticamente modificadas e agrotóxicos químicos nas lavouras, por fazerem mal aos humanos e ao meio ambiente. Até o adubo usado no plantio é modificado.

Até porque, segundo estudos da Sociedade Vegetariana Brasileira, os alimentos puros, aqueles que não são tratados com produtos químicos, são considerados muito mais saborosos ao paladar das pessoas.

Além disso, ocorre a rotação de culturas, que é um ciclo de plantio em que as espécies de vegetais são alternadas na mesma área agrícola, fazendo com que o solo fique perfeito para o cultivo.

No processamento de alimentos, o principal requisito para que um produto receba o certificado orgânico é a utilização de pelo menos 95% de matérias-primas com certificação orgânica.

Mas não é só isso, a cultura orgânica se faz presente também através de processos justos e sustentáveis, que controlam desde os produtos de limpeza utilizados na unidade fabril, até regras justas na contratação de mão de obra.

Como obter os selo orgânico

Durante um tempo, muitos produtos eram vendidos como orgânicos, mas sem o selo que comprovava sua autenticidade. Por isso, o governo federal criou a Lei de Orgânicos, que proibiu os estabelecimentos de comercializarem qualquer mercadoria orgânica sem o selo.

No Brasil, o selo orgânico é administrado pelo Ministério da Agricultura e pelo Inmetro e, desde 2007, fiscalizado por certificadoras terceirizadas.

Essas certificadoras realizam, pelo menos uma vez ao ano, uma rigorosa auditoria nas empresas, avaliando e controlando todos os insumos e os processos de fabricação.

Selo vegano

O selo vegano tem o objetivo de endossar e difundir a prática vegana em todos os elos do fornecimento de alimentos. Os produtores precisam comprovar que não houve a adição de nenhum insumo de origem animal em seus produtos e que nenhum animal foi utilizado em testes ou processos.

A certificação é feita pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e serve para que as empresas possam vender seus produtos com o selo verificado.

No processo, a SVB analisa a requisição feita pela empresa, além dos processos de fabricação e composição dos alimentos.

Mediante a aprovação de tudo, a SVB emite um contrato de acordo decretando que a instituição respeita todos os processos de um alimento vegano.

Comentários abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *